Destaques
Últimas

domingo, 26 de outubro de 2014

Sábado apoteótico com grandes momentos: Tulipa Ruiz, Marcelo D2 e muito mais

Tulipa Ruiz é uma estrela moderna de voz única e presença marcante. Marcelo D2, o homem das batidas perfeitas que incendiou o público com a mistura de hip hop e samba. A última noite do Mada 2015 não poderia terminar melhor com dois grandes talentos da música brasileira. E ainda a nova geração de bandas que trazem a marca a originalidade em trabalhos autorais reconhecidos por que escreve e ouve boa música no Brasil. Confira em imagens a segunda noite do festival Mada 2014. Fotos Rogério Vital.






















Banda do Mar: Um pop roqueiro para embalar corações

A primeira noite do Mada foi marcada por encontros. A Banda do Mar também se enquadrou nesta categoria. O trio luso-brasileiro formado pelo carioca Marcelo Camelo (voz, guitarra, violão, baixo e percussão) e a paulistana Mallu Magalhães (voz, guitarra e violão), mais o português Fred Pinto Ferreira (bateria e percussão) mostrou um pop com vibe indie.  Também foi o momento de mostrar a harmonial do casal Marcelo/Mallu, parceiros na vida e na música.  O show teve momentos de banda e também clima intimista solo de Mallu Magalhães e Marcelo Camelo. E opúblico pode conferir ao vivo as novas canções como Hey Nana , Mais ninguém e outras da carreira solo dos músicos. Um show para balançar a rede e os corações enamorados. Fotos Rogério Vital/FatoNovo











Encontro de gerações marca primeira noite com DiMelo e Emicida

A maior surpresa da primeira noite do Festival Mada foi o encontro entre Di Melo e Emicida, durante o show do soul man, sexta-feira na Arena das Dunas.  O rapper paulista acompanhava o show no palco desde o começo, quando Di Melo e banda mandaram os primeiros acordes de Kilariô. Emicida "saltou" para o centro do palco, abraçou o artista e dividiu os vocais em um dos clássicos do pernambucano. A plateia também aprovou. Fotos: Rogério Vital













sábado, 25 de outubro de 2014

O "dia incrível" de GilberT e Gerson King Combo no Mada

"Tô maravilhoso!" gritou o veterano Gerson King Combo, herdeiro direto de James Brown e cia.  Quase 30 anos depois, o artista de black music brasileira volta a Natal para uma participação mais que especial no show de Gilber T, músico de Niteroi-RJ. Com o disco “Eu não vou morrer hoje”, GilberT enveredou pelo rock, mas com um pé no balanço funk e, por isso mesmo, convocou Gerson King Combo para interpretar“Dia incrível”. Devidamente paramentado com sua capa prateada e trajes vermelhos, GKC comandou a massa e emendou o suingue com uma versão de "Sexy Machine", de James Brown. Não precisa dizer que a Arena virou um grande salão. Confira imagens de Rogério Vital/FatoNovo.